✈️ Tudo Sobre Morar na Austrália – O Guia Definitivo (Trabalho, Custo de Vida, Transporte, Saúde e etc.)

Nesse artigo você vai saber tudo sobre a Austrália. A ideia é fazer uma coletânea das principais informações do país para quem deseja morar na Austrália:

  1. Informações essenciais
  2. Trabalhar na Austrália e detalhes sobre visto para Austrália
  3. Custo de vida
  4. Choque cultural
  5. Morar na Austrália
  6. Escolas e sistema de educação
  7. Sistema de saúde

Morar na Austrália é o sonho de muitos brasileiros que querem melhorar a qualidade de vida e manter um clima semelhante ao do Brasil.

Como mais uma forma de interesse, a Austrália está sempre na lista dos melhores países para morar. E apesar de tão distante do Brasil, o país tem sido a fonte de diversas oportunidades para imigrar. Algumas oportunidades são:

  1. Fazer um intercâmbio na Austrália
  2. Trabalhar como Au Pair
  3. Conseguir o visto australiano de trabalho qualificado
  4. Fazer curso de inglês e trabalhar nas horas vagas
  5. Trabalhar fora da sua profissão

Informações Essenciais

População: Cerca de 23,8 milhões

Capital: Canberra

Principais cidades da Austrália: Sydney, Melbourne, Adelaide, Brisbane e Perth

Países vizinhos: Indonésia, Papua Nova Guiné, Nova Zelândia, Nova Caledónia, Ilhas Salomão e Vanuatu

Geografia: Devido ao tamanho da Austrália, o país tem uma variedade de paisagens. Existem florestas tropicais no Nordeste, enquanto o sudoeste e leste é composto de cadeias de montanhas. O centro da Austrália é desértico, conhecido como interior. Esse terreno compõe a maior parcela de terra na Austrália.

Sistema político: Monarquia federal parlamentar constitucional.

Religiões principais: O cristianismo é a religião principal. Outras religiões incluem budismo, islamismo e hinduísmo.

Língua principal: Inglês (oficial)

Dinheiro: O dólar australiano (AUD), dividido em 100 centavos.

Gorjetas: Se a taxa de serviço não for adicionada à conta, a gorjeta é sempre boa vinda, mas não esperada.

Horário: Austrália tem três fusos horários. Oriental (GMT +10), Central (GMT +9,5) e Ocidental (GMT +8). 

Eletricidade: 230/240 volts, 50Hz. Tomadas de lâmina plana de três pinos, diferentes dos encontrados na maioria dos outros países, são os padrões.

Domínio na Internet: .au

Código de discagem internacional: +61, além de um código local / cidade de dois dígitos.

Contatos de emergência: 000 para os serviços de polícia, ambulância e incêndio. Se a assistência for necessária para situações que não sejam de emergência, o número local do serviço mais próximo pode ser chamado.

Transporte e condução: Condução no lado esquerdo. O uso de cintos de segurança é obrigatório para todos os condutores e passageiros. As carteiras de motoristas estrangeiras que são em Inglês são considerados válidos para a condução na Austrália para os primeiros três meses. Após este período, expatriados são obrigados a converter para uma carteira de motorista australiana. O transporte público é excelente, e é simples viajar de avião, trem e ônibus interurbano dentro do país.

Trabalhar na Austrália

Os expatriados que querem trabalhar na Austrália podem não ter salários tão altos, mas, na maioria das vezes, parecem estar felizes com seu trabalho, seu ambiente de trabalho e seu equilíbrio entre vida profissional e familiar.

Além disso, aqueles que decidem morar na Austrália vão se encontrar dentro de uma economia nacional que é forte e estável.

A ilha oceânica continua a ser uma das únicas nações desenvolvidas, com exceção da Alemanha, a ver uma melhoria nos mercados de trabalho mesmo face à última crise financeira mundial.

Embora 17 anos de crescimento tenha sido reduzido pela recessão, o país rapidamente se recuperou, e desde então manteve uma taxa de desemprego notavelmente baixa e o PIB em alta.

Certas políticas orçamentais bem pensadas foram parcialmente responsáveis ​​pelo progresso. Além disso, as estreitas relações da Austrália com a China e a Índia, nações em rápido crescimento e industrialização, se mostraram incrivelmente vantajosas.

Os três países tornaram-se parceiros comerciais próximos. A Austrália, rica em recursos, tornou-se um fornecedor principal para as populações em crescimento das superpotências asiáticas.

Segue-se então que os expatriados interessados ​​em trabalhar na Austrália fariam bem em explorar oportunidades na mineração e construção. 

Com isso, o governo e as empresas começaram a sentir falta de profissionais para os cargos. Esse é um dos motivos que a Austrália recebe muitos trabalhadores estrangeiros.

morar na Austrália 1

Minha História (Você vai se Identificar com Ela Apesar de não ser na Austrália!)

Se você quiser saber o processo de como eu consegui minhas 2 vagas de emprego no exterior e como saber as respostas para as principais dúvidas sobre trabalhar no exterior, recomendo assistir esse vídeo até o final.

Eu passei 4 meses em 2013 me dedicando todas as noites e finais de semana pesquisando sobre como conseguir um emprego fora do Brasil.

Consegui um emprego na minha área (Engenharia), sem dupla cidadania europeia, em Londres e reuni tudo o que você precisa para tirar suas dúvidas sobre trabalhar no exterior no ebook que montei e falo sobre ele esse vídeo aqui.

Eu não quero que você passe pelas dificuldades que eu passei e estou te entregando todas as respostas que você precisa para apenas se dedicar no processo para conseguir vagas de emprego no exterior.

Encontrar um Trabalho na Austrália

A maioria dos expatriados terá de encontrar e garantir um emprego antes de entrar e morar na Austrália.

O departamento de imigração do governo é tão rigoroso quanto eficiente, e os trabalhadores sem autorização de trabalho serão prontamente deportados.

A maioria dos expatriados vem trabalhar na Austrália com um visto patrocinado pelo empregador. A empresa de contratação deve provar que existe uma posição para o expatriado e que nenhum candidato local está qualificado para assumir as responsabilidades exigidas pelo cargo.

Isso é algo que realmente pode ser bastante difícil dado que quase metade da força de trabalho da Austrália tem uma qualificação terciária e que muitos gerentes sêniores e profissonais técnicos têm experiência internacional.

Como resultado, embora a escassez de competências tenha produzido uma necessidade crucial para certos tipos de trabalho, as estritas regras de elegibilidade de visto australiano dificultam muitas vezes as tentativas de importar estrangeiros do exterior.

De qualquer forma, este ponto deve ser somente uma preocupação uma vez que existir uma demanda de trabalho e o contrato for negociado.

Existem diversas formas de procurar emprego na Austrália hoje em dia, como por exemplo:

  1. Linkedin
  2. Sites das empresas do seu setor
  3. Sites de busca de emprego mundiais e locais
  4. Sites para trabalho temporário e trabalho voluntário na Austrália

Da mesma forma, se uma área dentro da Austrália em que um expatriado deseja trabalhar foi reduzida, os jornais locais e comunitários também podem ser bons recursos. Deve-se anotar, entretanto, que é mais fácil encontrar trabalho na Austrália no meio rural do que encontrar no meio urbano.

Por fim, nunca é uma má ideia se inscrever em agências de recrutamento que atendam a sua indústria.

morar na Austrália 2

Vistos para Austrália

Os expatriados que procuram morar e trabalhar na Austrália precisarão de um visto de trabalho.

A boa notícia é que o governo australiano tem facilitado o entendimento do processo de solicitação de visto.

Visa Wizard, a ajuda digital do departamento de imigração, orienta viajantes e expatriados através de um sistema passo-a-passo que avalia:

  1. As razões de um indivíduo para chegar à Austrália
  2. A duração da estada pretendida
  3. Nacionalidade
  4. Idade

Com esses dados, é possível aconselhar quais vistos australianos eles são elegíveis.

Além disso, o Visa Wizard fornece informações sobre como solicitar uma classe específica de visto, os custos associados, onde aplicar e muito mais.

Dito isto, embora o processo de aplicação pode ser simplificado e fácil de seguir, certamente não garante a entrada no país.

A Austrália contempla um número alto de categorias de visto, e os requisitos variam imensamente. Alguns simplesmente exigem um passaporte de uma determinada nação; alguns avaliam a qualificação profissional e formação com base em um sistema de pontos; e alguns são baseados em conexão familiar.

Porém, é sempre melhor fazer o máximo de pesquisas possíveis antes de aplicar para um visto australiano para simplificar o processo e evitar complicações.

morar na Austrália 3

Visto de turista para a Austrália

Há uma série de categorias primárias de um visto de turista para a Austrália, cada um adequado para um período de tempo específico e para indivíduos de uma nacionalidade específica.

É aconselhável que os requerentes de visto de turista o façam, pelo menos, duas semanas antes da data prevista de viagem.

Visto de visitante

Este visto permite que uma pessoa visite a Austrália para negócios ou fins de visita.

É válido por até três, seis ou 12 meses. Este visto não é prorrogável.

Os viajantes que desejam prolongar a sua estadia na Austrália terá de solicitar um visto diferente, pelo menos, duas semanas antes do seu vencimento.

Visto eVisitor

Este visto é para os titulares de passaporte europeu ou detentores de passaporte do Reino Unido que desejam visitar a Austrália por três meses ou menos.

Este visto permite que uma pessoa visite a Austrália para fins de negócios.

É válido por três meses de cada vez, durante um período de 12 meses.

Ele só pode ser aplicado online, e a aplicação deve ser feita fora da Austrália. Esse visto é gratuito.

A aprovação do visto é concedida através de notificação por e-mail, e deve ser mostrado no controle de passaporte na chegada à Austrália.

Tal como acontece com o visto de visitante, este visto não é prorrogável, e os viajantes que desejam prolongar a sua estadia na Austrália terão de solicitar um visto diferente, pelo menos, duas semanas antes de sua expiração.

Visto australiano de trabalho

 

morar na Austrália 4

Se os expatriados têm um sonho de viver e trabalhar na Austrália, existem alguns vistos de trabalho temporários diferentes.

Working Holiday Visa

 

morar na Austrália 5

A Austrália tem uma parceria com vários países que permite aos jovens visitar a Austrália e trabalhar temporariamente para financiar suas viagens.

Este tipo de visto não é para aqueles interessados ​​em residência permanente, mas é para aqueles que querem a experiência de morar na Austrália por meses ou um ano. A ideia é complementar sua renda da viagem com trabalho de curto prazo.

Deve ser provado que a viagem é a principal razão para a visita, com o trabalho como uma intenção secundária para apoiar a viagem.

A duração do visto é de 12 meses, mas os portadores de visto não podem trabalhar por mais de 6 meses com um empregador.

Os candidatos devem ter entre 18 e 30 anos de idade e podem pertencer a vários países aceitos:

  1. Reino Unido
  2. Canadá
  3. Alemanha
  4. Irlanda
  5. Japão
  6. Coréia
  7. Holanda
  8. Taiwan
  9. Estônia
  10. Bélgica
  11. Itália
  12. e muito mais

Os candidatos devem ter um passaporte com pelo menos um ano de validade.

Outro requisito é provar que eles têm fundos suficientes para sustentar-se na chegada ao morar na Austrália. Esta prova é geralmente na forma de uma declaração de banco carimbada e datada.

Os aplicantes também não devem ter quaisquer condenações penais anteriores ou quaisquer questões médicas graves.

Se os titulares do Working Holiday Visa completarem pelo menos três meses de trabalho sazonal, tal como a colheita no campo, eles serão elegíveis para solicitar uma prorrogação do seu visto original.

Certifique-se de manter evidências de estar empregado pois serão necessárias para aqueles que tentam estender o visto.

Visto de trabalho e férias

Os expatriados dos EUA, da Tailândia, do Chile ou da Turquia não poderão candidatar-se ao Working Holiday Visa.

Se alguém está matriculado ou se formou em uma instituição pós-secundária, então é possível aplicar.

Para além desta exigência, é muito semelhante ao Working Holiday Visa, permitindo que aqueles entre as idades de 18 e 30 para tirar umas férias prolongadas enquanto encontrar emprego temporário ou casual durante a sua visita.

Visto de trabalho patrocinado pelo empregador

 

morar na Austrália 6

Se o objetivo principal de um expatriado para morar na Austrália é o trabalho, eles devem encontrar um empregador que patrocine o visto.

O visto profissional para morar e trabalhar na Austrália dura até quatro anos. Há muitos vistos disponíveis para esta situação e acordo com o número de profissões e ocupações.

Existem várias categorias diferentes de vistos de trabalho patrocinados pelo empregador, incluindo:

  1. Visto de negócios temporário (Standard Business Sponsorship): Este é o tipo mais comum de visto para os empregadores que querem trazer um trabalhador do exterior. A empresa deve provar que eles não conseguem encontrar um trabalhador australiano para a função e precisa empregar um residente temporário.
  2. Visto educacional (Educational Visa): Professores e trabalhadores de educação do exterior podem obter um visto de trabalho Educacional para poderem ser empregados em escolas australianas por até quatro anos. Devem ser patrocinados pela instituição e ter uma posição como um professor, um bibliotecário, um pesquisador, ou um acadêmico.
  3. Visto médico: Os médicos treinados que querem trabalhar na Austrália podem ser patrocinados sob este visto, pelo hospital ou por uma pequena comunidade rural ou conselho local. Um deve ser registrado para praticar na Austrália através do Estado correto ou território Medical Board.

Todos estes vistos de trabalho temporários exigem que os expatriados encontrem um empregador que esteja interessado em patrociná-los.

O empregador deve primeiramente submeter seus formulários da nomeação e de patrocínio antes que os trabalhadores possam aplicar para o visto.

Visto de treinamento patrocinado para morar na Austrália

Visto de estágio ocupacional

Os expatriados que tenham pelo menos 18 anos de idade e tenham trabalhado em sua atual ocupação por pelo menos 12 meses são elegíveis para participar de um programa de estágio ocupacional ao morar na Austrália com uma organização australiana reconhecida que os nomeia.

Este visto permitirá que eles permaneçam por dois anos, além de dois meses extras após o término do treinamento para dar o tempo individual para sair da Austrália ou solicitar um visto diferente. 

Na aplicação os expatriados devem encontrar uma empresa australiana que está disposta a treiná-los e esteja disposta a oferecer-lhe um visto.

Visto de formação profissional

Este visto permite que os empregadores, que não forem capazes de encontrar trabalhadores australianos para preencher suas posições, possam contratar funcionários estrangeiros em nível de aprendiz.

Estes vistos aplicam-se a ocupações comerciais onde há uma escassez de habilidade e onde nenhum australiano pode ser encontrado para preencher a posição.

Sob este visto o trabalhador receberá um salário de aprendiz enquanto estiverem trabalhando, mas os candidatos precisam provar que podem cobrir as suas despesas ao morar na Austrália.

Residência permanente na Austrália

O que acontece se alguém gosta tanto de trabalhar na Austrália que eles querem ficar no país permanentemente?

Eles podem ser elegíveis para aplicar para residência permanente na Austrália.

Isso faria deles um residente permanente, mas não um cidadão australiano.

Os residentes permanentes são autorizados a permanecer no país indefinidamente, bem como trabalhar e estudar, se desejarem.

Os expatriados também se qualificarão para o Medicare assim que se tornarem residentes permanentes e se qualificarem para benefícios da previdência social dois anos depois.

Os residentes permanentes também têm direitos irrestritos de viajar, viver, trabalhar e estudar na Nova Zelândia.

O visto de migração inicial é válido por 5 anos a partir da data do pedido de imigração para a Austrália.

Durante este tempo expatriados são autorizados a viajar livremente de e para a Austrália.

No entanto, depois disso, se os expatriados quiserem sair e voltar a entrar na Austrália eles devem fazê-lo em um visto de retorno de residente ou aplicar para a cidadania australiana.

A fim de se qualificar para a cidadania australiana, deve-se provar que eles têm vivido ao morar na Austrália com um visto válido por quatro anos imediatamente antes da aplicação, que deve incluir os 12 meses anteriores como residente permanente.

Os candidatos não devem ter estado ausentes da Austrália por mais de um ano no total e não mais de 90 dias no ano anterior à sua inscrição.

morar na Austrália 7

Custo de Vida na Austrália

Nos últimos anos, a Austrália tornou-se conhecida como um destino de expatriados com um alto custo de vida. Isso se deve ao fortalecimento da moeda local e um aumento nos preços de aluguel de casa no país. Morar na Austrália tem se tornado cada vez mais popular. 

De acordo com o Inquérito de Custo de Vida de Mercer de 2015, as cidades australianas testemunharam algumas quedas nos rankings como a moeda local depreciada contra o Dólar Americano.

Sydney (31o lugar) é classificada como a cidade mais cara da Austrália para os expatriados, no entanto, caiu no ranking de 2014.

Melbourne é classificado em 47o lugar, também caindo alguns lugares.

Perth é classificado logo após Melbourne em 48o lugar.

Independentemente disso, expatriados devem garantir que o salário que recebem é suficiente para cobrir suas despesas.

morar na Austrália 8

Custo da aluguel na Austrália

A escassez de imóveis de aluguel e os aumentos contínuos da taxa dos proprietários estabeleceram custos de aluguéis crescentes na Austrália.

Sydney certamente tem os aluguéis mais caros no país. Os preços de aluguel em Melbourne, Canberra e em Adelaide, com oferta limitada e demanda crescente, não estão distantes.

Os economistas prevêem que o aumento dos preços vai parar, e talvez até recuar nos próximos anos. Porém os expatriados terão de ser cautelosos poismais de 30% de sua renda mensal serão destinados a moradia.

Custo do sistema de saúde na Austrália

A maioria dos expatriados que querem morar na Austrália não será residente permanente e, portanto, não será capaz de se qualificar para o Medicare, a cobertura nacional de seguro de saúde universal.

Aqueles que forem atrás da burocracia para obter esta documentação, no entanto, acham que os cuidados de saúde na Austrália é de um alto padrão e é extremamente acessível.

O Medicare é financiado por deduções fiscais individuais, e permite que os residentes permanentes tirem proveito de cuidados hospitalares gratuitamente, bem como altamente subsidiado ou consultas médicas sem pagar.

Ainda assim, todos os expatriados são formalmente obrigados a provar às autoridades australianas que eles estão adequadamente cobertos por um nível mínimo de seguro de saúde privado para inicialmente ser concedido o seu visto (residentes permanentes podem solicitar uma isenção após).

Custos de cuidados de saúde privados na Austrália podem ser caros. Em alguns casos por volta de 500 AUD por mês – e, infelizmente, não há nenhuma maneira dos residentes temporários escaparem dessas taxas.

Custo da educação na Austrália

 

morar na Austrália 9

Os expatriados que vão morar na Austrália com crianças ficam felizes ao saber que o sistema escolar público é respeitável e, em muitos casos, barato.

Somente em determinados estados, como New South Wales, os residentes temporários são obrigados a pagar mensalidades para inscrever seus filhos no sistema estadual.

Caso contrário, os expatriados apenas precisam financiar uniformes escolares, material e as “contribuições voluntárias” um tanto obrigatórias.

Quem preferem ter seus filhos matriculados em uma escola particular ou escola internacional, a taxa de matrícula será naturalmente necessária e será cara.

Comparação de custo de vida entre as cidades da Austrália

Os preços podem variar dependendo do fornecedor do produto e do serviço. A lista abaixo mostra preços médios para maio de 2016 entre as principais cidades da Austrália.

 

 Parameters   Sydney Melbourne   Perth Brisbane   Gold Coast Canberra
Meal, Inexpensive Restaurant 15.00 A$ 15.00 A$ 20.00 A$ 17.00 A$ 15.00 A$ 20.00 A$
Meal for 2 People, Mid-range Restaurant, Three-course 80.00 A$ 80.00 A$ 95.00 A$ 80.00 A$ 65.00 A$ 70.00 A$
McMeal at McDonalds (or Equivalent Combo Meal)
Domestic Beer (0.5 liter draught) 7.00 A$ 8.00 A$ 9.00 A$ 7.00 A$ 5.00 A$ 5.00 A$
Imported Beer (0.33 liter bottle) 8.00 A$ 8.00 A$ 9.00 A$ 8.00 A$ 8.00 A$ 6.00 A$
Cappuccino (regular) 3.77 A$ 3.89 A$ 4.52 A$ 4.31 A$ 4.55 A$ 4.08 A$
Coke/Pepsi (0.33 liter bottle) 3.13 A$ 3.29 A$ 3.20 A$ 3.23 A$ 2.78 A$ 2.97 A$
Water (0.33 liter bottle) 2.58 A$ 2.71 A$ 2.57 A$ 2.63 A$ 2.27 A$ 2.63 A$

Markets

Milk (regular), (1 liter) 1.54 A$ 1.30 A$ 1.41 A$ 1.34 A$ 1.18 A$ 1.48 A$
Loaf of Fresh White Bread (500g) 2.89 A$ 2.56 A$ 2.78 A$ 2.15 A$ 1.92 A$ 2.96 A$
Rice (white), (1kg) 2.79 A$ 2.61 A$ 2.90 A$ 2.64 A$ 3.23 A$ 2.48 A$
Eggs (12) 4.90 A$ 5.00 A$ 4.88 A$ 4.23 A$ 4.06 A$ 4.47 A$
Local Cheese (1kg) 10.34 A$ 10.05 A$ 10.41 A$ 8.86 A$ 9.80 A$ 8.74 A$
Chicken Breasts (Boneless, Skinless), (1kg) 11.10 A$ 10.65 A$ 11.45 A$ 9.64 A$ 9.49 A$ 9.68 A$
Beef Round (1kg) (or Equivalent Back Leg Red Meat) 15.69 A$ 14.99 A$ 15.41 A$ 15.30 A$ 16.12 A$ 13.50 A$
Apples (1kg) 3.99 A$ 3.66 A$ 3.92 A$ 4.00 A$ 3.62 A$ 4.23 A$
Banana (1kg) 2.84 A$ 2.78 A$ 3.59 A$ 2.67 A$ 2.43 A$ 2.74 A$
Oranges (1kg) 3.26 A$ 3.23 A$ 3.80 A$ 3.57 A$ 2.94 A$ 3.21 A$
Tomato (1kg) 4.56 A$ 4.36 A$ 4.78 A$ 3.95 A$ 4.60 A$ 4.35 A$
Potato (1kg) 2.71 A$ 2.76 A$ 2.81 A$ 2.93 A$ 2.65 A$ 2.70 A$
Onion (1kg) 2.56 A$ 2.48 A$ 2.22 A$ 2.51 A$ 2.42 A$ 2.39 A$
Lettuce (1 head) 2.61 A$ 2.42 A$ 2.32 A$ 2.10 A$ 2.06 A$ 2.44 A$
Water (1.5 liter bottle) 2.50 A$ 2.58 A$ 2.86 A$ 2.20 A$ 2.39 A$ 2.19 A$
Bottle of Wine (Mid-Range) 19.99 A$ 15.00 A$ 15.00 A$ 15.00 A$ 18.00 A$ 18.00 A$
Domestic Beer (0.5 liter bottle) 5.69 A$ 5.19 A$ 5.50 A$ 6.00 A$ 5.22 A$ 4.56 A$
Imported Beer (0.33 liter bottle) 5.96 A$ 5.27 A$ 6.33 A$ 6.00 A$ 7.67 A$ 5.12 A$
Pack of Cigarettes (Marlboro) 25.00 A$ 25.00 A$ 25.00 A$ 25.00 A$ 22.00 A$ 30.00 A$

Transportation

One-way Ticket (Local Transport) 4.00 A$ 3.90 A$ 3.90 A$ 4.80 A$ 4.25 A$ 4.10 A$
Monthly Pass (Regular Price) 160.00 A$ 140.00 A$ 127.50 A$ 150.00 A$ 110.00 A$ 100.00 A$
Taxi Start (Normal Tariff) 3.60 A$ 4.20 A$ 4.50 A$ 4.12 A$ 3.20 A$ 5.00 A$
Taxi 1km (Normal Tariff) 2.50 A$ 1.63 A$ 1.72 A$ 2.17 A$ 2.65 A$ 1.95 A$
Taxi 1hour Waiting (Normal Tariff) 56.40 A$ 34.08 A$ 49.00 A$ 49.20 A$ 44.00 A$ 52.00 A$
Gasoline (1 liter)
Volkswagen Golf 1.4 90 KW Trendline (Or Equivalent New Car)
Toyota Corolla 1.6l 97kW Comfort (Or Equivalent New Car) 23,730.70 A$ 22,268.52 A$ 23,385.45 A$ 22,365.87 A$ 21,666.67 A$ 22,998.57 A$

Utilities (Monthly)

Basic (Electricity, Heating, Water, Garbage) for 85m2 Apartment 170.31 A$ 153.44 A$ 181.29 A$ 180.66 A$ 151.59 A$ 147.84 A$
1 min. of Prepaid Mobile Tariff Local (No Discounts or Plans) 0.82 A$ 0.36 A$ 0.34 A$ 0.35 A$ 0.15 A$ 0.12 A$
Internet (10 Mbps, Unlimited Data, Cable/ADSL) 66.01 A$ 68.78 A$ 71.39 A$ 69.14 A$ 82.64 A$ 70.93 A$

Sports And Leisure

Fitness Club, Monthly Fee for 1 Adult 72.45 A$ 71.41 A$ 57.02 A$ 59.55 A$ 66.11 A$ 66.88 A$
Tennis Court Rent (1 Hour on Weekend)
Cinema, International Release, 1 Seat 20.00 A$ 20.00 A$ 20.00 A$ 15.00 A$ 13.00 A$ 15.00 A$

Clothing And Shoes

1 Pair of Jeans (Levis 501 Or Similar) 103.91 A$ 95.36 A$ 95.17 A$ 94.69 A$ 93.50 A$ 100.56 A$
1 Summer Dress in a Chain Store (Zara, H&M, …) 67.81 A$ 62.08 A$ 68.85 A$ 63.33 A$ 46.11 A$ 70.62 A$
1 Pair of Nike Running Shoes (Mid-Range)
1 Pair of Men Leather Business Shoes 153.59 A$ 144.62 A$ 131.84 A$ 123.29 A$ 97.50 A$ 125.93 A$
Rent Per Month
Apartment (1 bedroom) in City Centre 2,563.69 A$ 1,688.52 A$ 1,724.24 A$ 1,820.00 A$ 1,500.00 A$ 1,859.19 A$
Apartment (1 bedroom) Outside of Centre 1,758.62 A$ 1,302.20 A$ 1,200.30 A$ 1,326.05 A$ 1,192.50 A$ 1,429.50 A$
Apartment (3 bedrooms) in City Centre 4,759.75 A$ 3,010.65 A$ 2,777.89 A$ 3,157.50 A$ 2,317.50 A$ 2,786.55 A$
Apartment (3 bedrooms) Outside of Centre 2,970.04 A$ 2,060.53 A$ 1,836.07 A$ 1,939.17 A$ 1,824.44 A$ 2,080.38 A$

Buy Apartment Price

Price per Square Meter to Buy Apartment in City Centre 12,640.00 A$ 7,450.86 A$ 5,312.62 A$ 6,763.33 A$ 5,343.75 A$ 6,129.44 A$
Price per Square Meter to Buy Apartment Outside of Centre 8,598.34 A$ 5,621.88 A$ 4,420.83 A$ 4,516.11 A$ 4,350.00 A$ 4,688.38 A$
Salaries And Financing
Average Monthly Disposable Salary (Net After Tax)
Mortgage Interest Rate in Percentages (%), Yearly 4.58 4.48 4.59 4.6 4.53 4.49

Choque Cultural

Muitos expatriados imaginam que o choque cultural na Austrália está relacionado principalmente ao dinheiro, aos marsupiais e aos acentos da língua.

Embora esses pontos podem certamente ser as causas mais óbvias de confusão e desorientação na chegada, é importante perceber que uma ida para Austrália pode ser mais difícil do que inicialmente antecipada.

Trabalhadores que vão morar na Austrália podem experimentar alguns elementos de choque cultural.

Estrangeiros muitas vezes são vítimas da ideia de que a Austrália é apenas um ponto cultural cultural afetado entre os EUA e Grã-Bretanha.

O pensamento é que com a sua infra-estrutura sofisticada, economia forte e língua inglesa há pouca preparação que precisa ser feito antes da mudança, e ainda menos esforço que precisa ser colocado em aclimatar uma vez no solo australiano.

De certa forma, essa noção é verdadeira.

A Austrália está livre dos desafios enfrentados pelos trabalhadores em países com barreiras linguísticas complexas, sistemas religiosos restritivos e burocracia sufocante, mas de outras maneiras, é totalmente enganosa.

Sintomas de choque cultural, como a perda de identidade e solidão, são evidentes em cada transição.

Embora muitos trabalhadores possam encontrar aspectos da Austrália familiares, ainda há diversas nuances que você se sentirá estranho.

morar na Austrália 10

Valores culturais de morar na Austrália

Embora a acentuada ênfase australiana na liberdade e igualdade não sejam uma fonte de choque cultural para alguns expatriados, pode ser um pouco surpreendente para outros.

Como uma nação que se orgulha de seus altos níveis de diversidade cultural, a Austrália também está consciente de que precisa haver uma força coesa unindo sua população, e uma devoção aos valores compartilhados tem ocupado esse papel.

Como resultado, a ideia de um “fair go” (crença de que todos merecem uma oportunidade justa de alcançar através do talento, esforço e esforço, não favoritismo ou hierarquia social) tornou-se, indiscutivelmente, a corrente cultural subjacente país.

Em consonância com essa ideia, mulheres e homens não são apenas iguais, mas muitas vezes mantêm um papel equilibrado no lar. Ambos trabalham e assumem certas responsabilidades domésticas.

A Austrália foi, de fato, um dos primeiros lugares a conceder direitos de voto às mulheres.

Da mesma forma, como uma manifestação física da ideia, os expatriados que vão morar na Austrália com um visto temporário são esperados para assinar uma “Declaração de Valores”, declarando que irão respeitar o sistema de valores local, e eles vão defender as leis da terra.

Etiqueta cultural na Austrália

Austrália é, geralmente, um destino aberto e amigável.

As pessoas valorizam imensamente seus relacionamentos e a lealdade aos “companheiros” (amigos) e a família.

Dito isto, os locais não sentem a necessidade de exibir isso de uma forma formal, mas sim fazê-lo de forma informal e fácil.

As pessoas vão apresentar-se e cumprimentar dizendo seus nomes, e apertos de mão são sempre apropriados. Beijo na bochecha e um abraço são menos comuns.

Boa convivência também tem alta importância, e os trabalhadores encontrarão que o conceito de justiça sempre está presente. Por exemplo, os australianos sempre fazem fila na entrada ou ao utilizar um serviço, e a pontualidade é crucial.

Alguns expatriados podem lutar com a tendência australiana de se comunicar de maneira direta e aberta, mas em Oz, isso não é considerado rude, e é visto como mais merecedor de respeito do que ações diplomáticas que podem desmentir a verdadeira opinião de uma pessoa.

Barreiras linguísticas ao morar na Austrália

Inglês é a língua oficial da Austrália, mas no entanto, alguns famosos coloquialismos têm suas peculiaridades. Os expatriados irão provavelmente adicionar alguns termos para o seu vocabulário.

Uma boa regra é perceber que os australianos têm uma tendência a encurtar tudo. Portanto, se está difícil entender alguma expressão, basta considerar o que algumas partes das palavras devem ter sido “comidas”.

Morar na Austrália

Encontrar um lugar para chamar de seu em um novo subúrbio ou cidade é uma tarefa assustadora. Um fator a mais para complicar é resolver muitas coisas de um país tão longe. 

Os novos moradores não somente necessitarão encontrar uma propriedade para suas necessidades mas igualmente necessitarão escolher o local para morar na Austrália.

Por esta razão, a maioria prefere alugar antes de comprar. Essa é uma escolha que funciona melhor ao entender suas necessidades de moradia e localização.

O mercado de aluguel na maioria das principais cidades da Austrália, tais como Sydney e Melbourne, move-se rapidamente, e encontrar a propriedade ideal nem sempre é fácil.

Dito isto, existem algumas dicas e orientações que podem fazer você encontrar uma moradia mais facilmente.

Passo 1: Aprenda a linguagem local

O primeiro passo para morar na Austrália é entender a linguagem local que os moradores e corretores usam para descrever as propriedades.

Na Austrália, as propriedades são referidos como apartamentos ou casas.

Casas são tipicamente maiores do que apartamentos e vêm com um espaço ao ar livre.

Assim é mais provável que um apartamento de dois quartos custará menos do que uma casa de dois quartos, mas nem sempre é o caso.

Os apartamentos com apenas um cômodo são chamados de estúdios.

Os expatriados também podem encontrar a palavra “unidade” usada para descrever uma propriedade. Unidades são apartamentos maiores, muitas vezes com níveis de divisão como uma casa, mas construído em blocos como apartamentos.

Etapa 2: Localização, localização, localização

Em seguida, os trabalhadores escolherão as áreas que gostariam de morar na Austrália.

Um ponto inicial nesse processo é visitar alguns bairros e dar uma volta ao redor para ter uma sensação da região.

Vá a algumas imobiliárias para ver o que eles têm disponíveis e ver se a área está dentro do seu orçamento.

Senão, pegue o trem ou ônibus e dê uma volta na região. Aqueles que se deslocam para uma grande cidade devem vir com pensamento de visitar algumas regiões ao redor.

Um tópico importante é identificar potenciais locais de trabalho e não estar muito longe deles e com fácil deslocamento. Esse pensamento serve para um casal e precisa ser pensado para a escola das crianças também.

Hoje em dia alguns sites apresentam suas propriedades de aluguel em mapas que mostram paradas de transporte local e estações. Isso facilita que os clientes possam prever o tempo de viagem, proximidade e serviços ao redor.

Aqueles que planejam usar um carro, em seguida, precisa ter certeza de que eles têm algum lugar para estacioná-lo. Dependendo da cidade, esse é um fator que os novos moradores negligenciam. Porém, na realidade, pode conduzir a custos elevados e a uma grande dor de cabeça se não for bem organizado.

morar na Austrália 11

Etapa 3: Iniciar pesquisa

A melhor maneira de procurar moradias ao morar na Austrália é estando ao lado da tecnologia.

Procure alguns sites de pesquisa de propriedade e comece a olhar para o que está no orçamento em um local selecionado.

Jornais são outra fonte de listagens de imóveis, mas o mercado se move rapidamente. Portanto, não creio que seja a fonte principal de informações.

Muitos corretores australianos gerenciam propriedades de aluguel, mas, ironicamente, muitas vezes não são particularmente úteis para inquilinos em potencial.

Inicialmente, a menos que um novo morador tenha um orçamento grande, a maioria de atenção que fornecerão é uma lista de suas propriedades e de um mapa.

Passo 4: Lidar com os corretores

Uma vez que uma propriedade adequada foi encontrada que atenda aos requisitos, é hora de organizar uma visita.

Descubra quem está gerenciando a propriedade. Se for uma imobiliária, é uma boa ideia descobrir o nome do corretor que gerencia a propriedade e pedir por eles diretamente pelo nome. Esse corretor é o mais provável para responder a perguntas e iniciar o processo de candidatura.

Se eles estiverem ocupados e não responderem, deixe uma mensagem, mas também envie um e-mail. Isso facilita que eles tenham todos os detalhes necessários por escrito.

Se você realmente gostar de uma propriedade, corra para garanti-la logo. Não seja tímido, o mercado de aluguéis muda muitas vezes e alguém pode pegar a propriedade na sua frente.

É importante notar que ao morar na Austrália é ilegal um corretor alugar uma propriedade sem o inquilino ter visto antes.

Alguns agentes mantêm visões de abertura ou casas abertas, onde qualquer um pode ver.

Estes podem ser competitivos, portanto, acelere e esteja preparado. Traga todos os papéis necessários para aplicar tão logo quanto possível.

Escolas e Sistemas de Educação

O padrão de educação na Austrália é de renome mundial, e muitos expatriados até migram para as praias ensolaradas da Austrália especificamente para se tornarem estudantes.

O governo nacional coloca uma ênfase forte na diversidade e na qualidade e é cometido à excelência na pesquisa, no ensino e no apoio do estudante. O padrão de educação é muito bom ao morar na Austrália.

Os pais preocupados que se deslocam com crianças de qualquer idade encontrarão muitas opções para a escola na Austrália e precisarão escolher entre instituições públicas, religiosas ou privadas (e internacionais).

Cada um tem seus respectivos prós e contras, e os fatores que influenciam decisões tendem a girar em torno de currículo e custo.

As idades obrigatórias para freqüência escolar variam de estado para estado, mas geralmente, a freqüência é obrigatória para crianças menores de 17 anos e mais de cinco.

No entanto, o governo também incentiva ativamente os pais a inscreverem os seus filhos em um ano de educação pré-escolar (pré-escolar) antes da escola primária.

A escola primária na Austrália dura desde o jardim de infância até o 6o ano (5 a 12 anos de idade), e o ensino médio vai do 7o ano ao 12o ano (12 a 18 anos de idade).

morar na Austrália 12

Escolas públicas na Austrália

Aproximadamente dois terços da população local e uma impressionante porção de estrangeiros enviam seus filhos para escolas públicas na Austrália.

Embora o país esteja desenvolvendo um currículo nacional, cada estado ou território individual ainda é responsável pelo gerenciamento e implementação da educação em suas respectivas áreas.

Segue-se que, assim como o padrão escolar pode variar de um para o outro, o nível geral de realização pode diferir de estado para estado. Victoria e New South Wales apresentam consistentemente algumas das melhores instituições.

As escolas públicas são abertas e acessíveis aos expatriados.

Mas aqueles que vivem em Oz com um visto de residência temporária (subclasse 457) terá de pagar a mensalidade fixa associada com o seu estado ou território. Apenas alguns estados aplicam isso.

Aqueles que querem morar na Austrália com visto de residência permanente podem enviar seus filhos para a escola gratuitamente.

Entretanto, ainda são esperadas “contribuições voluntárias” de todos os estudantes – locais e estrangeiros.

Além disso, os custos adicionais, como uniformes escolares e materiais, também devem ser pagos. Cada escola tende a ter seus próprios impostos.

As crianças frequentam a escola pública que corresponde à sua região. E para os pais que querem que os filhos estejam nas melhores escolas, eles geralmente buscam moradia na área dessas escolas. Muitas escolas exigem que as famílias estrangeiras forneçam prova de residência antes de se matricularem ativamente.

Para os pais que vão voltar para o seu país em alguns anos, é importante considerar escolas “internacionais” que tenham histórico escolar similar o do seu país de origem.

Escolas privadas na Austrália

Há muitas escolas privadas ao morar na Austrália e, como é o caso na maioria dos países, presume-se que essas instituições possuem:

  1. Melhor infra-estrutura
  2. Uma gama mais ampla de instalações
  3. Professores mais bem pagos
  4. E um elevado padrão de educação

Escolas privadas são mais propensos a oferecer um currículo Internacional do que escolas públicas. Por esta razão, muitos pais preferem esta opção de educação.

Porém, existe um preço para o prestígio e a reputação associados a essas escolas.

Além disso, as escolas privadas mais populares podem ter longas listas de espera. Alguns colegas mais seletistas podem exigir que os alunos passam um exame antes da inscrição.

Há uma pequena contingência de escolas internacionais em oferta nas grandes cidades da Austrália para os expatriados que gostariam de seus filhos continuem com currículo do seu país de origem.

Sistema de Saúde na Austrália

O sistema de saúde na Austrália é excepcional. Não é nenhuma surpresa que a população do país, portanto, tem uma das mais altas expectativas de vida no mundo.

morar na Austrália 13

O princípio por trás dos cuidados de saúde ao morar na Austrália é uma mistura de prestação de serviços públicos e privados.

Em poucas palavras, pode ser considerado como um lugar entre:

  1. O National Health Service (Reino Unido)
  2. e o sistema totalmente privatizado dos EUA

Mas ao contrário do NHS, sempre haverá algum custo.

Isso significa que, embora a maioria dos estrangeiros que vêm para viver e trabalhar na Austrália de forma temporária pode ter acesso aos melhores cuidados de saúde disponíveis no sistema público e privado, eles terão que pagar por ambos.

Este princípio de “usar-pagar” significa que os expatriados terão que pagar por tudo. Isso inclui desde visitas ao General Practicioner a estadia em um hospital público, se eles são admitidos em uma emergência.

As seguintes exceções aplicam-se aos cidadãos dos seguintes dez países, todos eles com Acordos de Cuidados de Saúde Recíprocos (RHCA) com a Austrália:

  1. Finlândia
  2. Itália
  3. Malta
  4. Nova Zelândia
  5. Noruega
  6. República da Irlanda
  7. Suécia
  8. Bélgica
  9. Países Baixos
  10. e Reino Unido

Seguro de saúde privado obrigatório para expatriados

Expatriados que vão morar na Austrália para trabalhar com um visto de trabalho precisam provar às autoridades australianas que eles estão adequadamente cobertos por um nível mínimo de seguro de saúde privado para ser concedido o seu visto.

Para detalhes do nível mínimo exigido de seguro, consulte o site do Departamento de Imigração e Cidadania (DIAC).

O expatriado é um cidadão de um país com um acordo de saúde recíproco. Eles ainda são obrigados a tomar cobertura de seguro de saúde para se qualificar para o visto. E só podem se inscrever no Medicare de dentro da Austrália.

Se alguém tem um acordo recíproco e, em seguida, se inscreve no Medicare ao chegar, eles podem obter uma isenção do DIAC.

É importante que se entenda o nível de acesso aos serviços de saúde australianos que estes acordos recíprocos fornecem. Geralmente é limitado a cuidados imediatos necessários no sistema de saúde pública australiano.

Saúde pública na Austrália

O sistema de saúde pública na Austrália é bastante eficiente e é aceito internacionalmente como uma operação de classe mundial.

Porém, os expatriados devem perceber que ainda há filas e listas de espera ocasionais para uma cirurgia não-emergência.

Além disso, os padrões de instalações rurais e instalações urbanas podem ser diferentes. Para aqueles que vivem longe de metrópoles, é necessário viajar a certa distância para receber o tipo certo de cuidados.

Os custos para os residentes temporários não elegíveis para o sistema Medicare estão em pé de igualdade com o de instalações privadas.

A maioria dos expatriados ao morar na Austrália, sem residência permanente, optam por usar médicos particulares e hospitais.

Os serviços públicos só são utilizados no caso de emergências.

Dito isto, se tornar necessário para os expatriados com residência temporária para usar o sistema público, não há necessidade de se preocupar com o padrão de cuidados administrados.

Medicare (seguro de saúde pública na Austrália)

O sistema de saúde apoiado pelo governo é chamado de Medicare.

Ele está disponível para todos os cidadãos australianos e residentes permanentes. O valor é pago por impostos cobrados sobre os salários individuais.

O regime Medicare:

  1. Cobre completamente o tratamento em hospitais públicos
  2. e oferece cobertura completa ou parcial do custo das consultas médicas (geralmente cerca de 85% dos custos, se não todos)

Os expatriados elegíveis que desejam usar o Medicare precisarão registrar-se com seu passaporte e visto permanente para ter um cartão de Medicare emitido.

Este processo geralmente leva entre três semanas e um mês. O ideal é ser feito uma semana após a chegada na Austrália.

O kit de informações do Medicare explica todo o sistema em detalhes, incluindo benefícios e pagamentos.

O regime Medicare não torna obrigatório visitar os médicos. Porém, os expatriados devem perceber que, a fim de ver um especialista e ter o custo da consulta e procedimentos cobertos, é necessário primeiro obter um encaminhamento de um médico clínico geral.

Ao ver um médico, também é importante verificar se eles foram emitidos com um número de provedor de Medicare.

A Comissão de Seguros de Saúde do governo monitora as taxas cobradas pelos médicos. Além disso, emite um cronograma de pagamento estabelecido pelo governo.

O Estado também tem o Pharmaceutical Benefit Scheme (PBS), que oferece subsídios sobre o custo da medicação prescrição.

Mesmo se alguém é elegível para o Medicare, o custo da ambulância , odontologia e optometria não são cobertos.

Portanto, é altamente recomendável que os expatriados tirem alguma forma de seguro médico privado. Muitos fazem mesmo que seja apenas a cobertura mais básica de ambulância.

morar na Austrália 14

Saúde privada na Austrália

Mais da metade da população que vai morar na Austrália tem alguma forma de cobertura de saúde privada. Os moradores e expatriados são ativamente incentivados a ter um regime de cobertura desse tipo pelo governo.

O governo subsidia a cobertura de saúde privada. Os pagadores de imposto de taxa mais alta sem seguro de saúde privado são penalizados através do sistema fiscal. Ocorre sob a sobretaxa de cobrança do Medicare se eles não têm pelo menos a cobertura do Hospital Básico para cirurgia eletiva.

Seguro de saúde privado na Austrália é agora obrigatório para os expatriados. Em muitos casos pode ser caro – em algumas situações mais de AUD 500 por mês para uma cobertura abrangente.

A Austrália tem uma série de instalações privadas de saúde. No entanto, nenhum deles oferece serviços de emergência. De qualquer forma, os expatriados ainda terão que confiar no sistema de saúde pública durante emergências.

As opções de pacotes de cuidados de saúde privados especializam-se em cirurgia, particularmente cirurgias não urgentes, como a cirurgia ortopédica.

O uso de instalações privadas diminui a demanda em instalações públicas. Por isso, Medicare oferece certos descontos, de até 30%, para os residentes que optam por utilizar instalações privadas.


Como conclusão desse artigo, quem sabe a gente não tem a oportunidade de morar na Austrália também? 🙂

Se quiser saber mais sobre trabalhar no exterior que tal visitar os seguintes posts abaixo?

  1. Qual é o Custo de Vida no Canadá? Como Morar no Canadá? 
  2. Aplicando para o Visto Americano de Trabalho 
  3. Qual é o Custo de Vida em Portugal? 
  4. Dicas para Trabalhar em Dubai
  5. Esse Artigo Fará Você Trabalhar no Exterior em 2017!
  6. Trabalhar no Canadá para Brasileiros: País Facilita os Processos para Contratação de Talentos Estrangeiros
  7. Países que Oferecem Visto de Trabalho para Brasileiros Fora da sua Profissão
  8. 9 Cidades Americanas que Pagarão para Você Viver Lá
  9. Como Tirar a Dupla Cidadania Portuguesa
  10. Dicas para Tirar Dupla Cidadania Italiana e Dupla Cidadania Portuguesa

 

Até o próximo post,

Paulo Roberto

Resumo
Data do review
Reviewed Item
Tudo Sobre Morar na Austrália - O Guia Definitivo (Trabalho, Custo de Vida, Transporte, Saúde e etc.)
Author Rating
51star1star1star1star1star

Comentários

comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
error: Conteúdo protegido!