[VÍDEO] 4 Passos para Conseguir sua Vaga de Emprego no Exterior

Esse post detalha o 1o vídeo (4 Passos para Conseguir sua Vaga de Emprego no Exterior) no canal do Youtube do “Trabalhando no Exterior”.

Caso ainda não seja cadastrado para receber em primeira mão os novos vídeos, assista ao vídeo abaixo.

 

 

4 Passos para Conseguir sua Vaga de Emprego no Exterior

Nesse vídeo mostro os 4 passos iniciais que você precisa seguir para ter sua vaga de emprego no exterior:

  1. Nível avançado da língua estrangeira (principalmente o inglês);
  2. Melhoria da sua qualificação profissional;
  3. Criação de um CV responsivo;
  4. Busca efetiva pelas vagas.

Outros pontos devem ser otimizados como:

  1. Alinhamento do seu mindset para conseguir sua vaga de emprego no exterior
  2. Equilíbrio pessoal em todos os aspectos da sua vida (não adianta ir pro exterior e estar com a saúde debilitada, ou em débito, por exemplo);
  3. Treino de entrevista em inglês;
  4. E outros.

Se quiser ir mais a fundo nos 4 passos para conseguir sua vaga de emprego no exterior, recomendo acessar o ebook abaixo.

 

ACESSO AO EBOOK “4 PASSOS PARA CONSEGUIR SUA VAGA DE EMPREGO NO EXTERIOR”

Vaga de Emprego no Exterior

 

Nível Avançado no Inglês

Pensando em estudo do inglês, não vejo o modo como crescemos e fomos criados como a forma mais otimizada para melhorar seu inglês.

Fomos entubados a ir para um curso de inglês, ficar lá por X anos e entrar no ambiente profissional achando que isso é o necessário.

O problema é que estando no curso de inglês a maioria faz o só básico, que é apenas ir ao curso.

Quando criança ou adolescente pouco entendemos a noção de ter que ficar em casa estudando o que foi dado no curso e os outros colegas na rua brincando.

E isso, de certa forma, é mantido como o normal para todos que querem aprender inglês.

Vamos então fazer uma conta simples sobre o custo que 4 anos de curso de inglês impacta na sua vida:

R$ 300,00 (média de um curso de inglês) x 12 meses x 4 anos = R$ 14.400

Nem sei se a maioria dos pais ou você mesmo que paga/pagou seu curso como audlto se realizou desse valor.

Uma média de R$ 14.400 para completar um curso que, ao final, não vai te deixar na fluência.

Fora que o ativo que temos de mais importante na nossa vida é o tempo.

Não estou nem considerando que passado esses 4 anos e seu nível de inglês prático (aquele que você usa muito bem na conversa com um gringo) está baixo, você perdeu esse tempo.

Com o avanço da internet e novos apps para celulares, posso te recomendar formas muito mais efetivas para minimizar esse tempo até a fluência e economizar esse valor.

Duolingo

Recomendo baixar e fazer o aplicativo “Duolingo” por, ao menos, 1 hora por dia (incluindo final de semana).


Curso “Inglês na Prática”

No “Inglês na Prática”, Sara Scarcelli revela, na teoria e na prática, os elementos fundamentais para que você consiga organizar os estudos e em pouco tempo seja capaz de conversar, ler, escrever e compreender qualquer nativo.

Segundo os próprios alunos, 97% deles reconheceram o curso como bom ou ótimo.

Conteúdo Programático:

  1. Acesso a uma plataforma exclusiva de ensino;
  2. Videoaulas exclusivas;
  3. Exercícios para melhorar a pronúncia;
  4. Exercícios de compreensão e escrita;
  5. Áudios gravados por nativos;
  6. Dicas de organização de estudo e vocabulário;
  7. Dicas para construir estruturas em inglês;
  8. Download de livro em PDF com 36 páginas;
  9. Download de 27 áudios em MP3;
  10. Equipe de suporte para tirar dúvidas;
  11. Estatísticas de acesso e aprendizado.

 

Saiba mais sobre o “Inglês na Prática”

Ingles na Pratica


Os 7 Segredos para Falar Inglês

Sara Scarcelli também vai te ensinar “Os 7 Segredos para Falar Inglês”.

Muita gente tem medo e insegurança de falar inglês. Sara descobriu como acabar com esse medo e fazer com quequalquer pessoa fale livremente e sem estresse.

Para quem acha que os cursos são muito demorados e não quer perder tempo, esse curso vai fazer você aprender inglês em até 1/4 do tempo dos outros métodos.

Se você sente falta de vocabulário na hora de falar inglês, com esse curso você vai descobrir como aprender até 4 vezes mais vocabulário do que aprenderia em outros métodos.

Se você acha que esquece facilmente o que aprendeu, saiba que a culpa não é sua! Com esse curso você vai descobrir comofixar o conteúdo e jamais esquecer.

Se você tem vergonha ou acha que sua pronúncia não é boa, existe uma ferramenta para deixar sua pronúncia próxima de um nativo.

Tudo tem uma lógica: inclusive o idioma. O problema é que os métodos existentes não ensinam essa lógica. Agora você vai aprender a lógica da língua.

 

Saiba mais sobre o “7 Segredos para Falar Inglês”

7 segredos para falar ingles


Inglês Original

O “Inglês Original” é o curso digital que permite que o aluno aprenda inglês corretamente em tempo recorde (previsão de 3 meses ou menos).

O curso é completo, simples e prático.

As vídeo aulas são extremamente fáceis de entender, tem vários exercícios para fixar o conteúdo, além de dicas importantes de como pronunciar corretamente, aumentar vocabulário entre outros.

A didática é inovadora com várias técnicas exclusivas e mais de 16 anos de constatação prática que realmente funciona!

Assista ao vídeo sobre o “Inglês Original”

Você ainda pode conferir os seguintes posts abaixo:

  1. 3 Recomendações para Acelerar seu Inglês
  2. 7 Sites que Ajudam a Encontrar Estrangeiros Para Praticar Ingles
  3. 10 Soluções para Aprender Ingles em Poucos Meses
  4. As 50 Perguntas Mais Comuns em uma Entrevista em Inglês
  5. Site Oferece Mais de 600 Aulas de Inglês Gratuitas

Melhoria das suas Qualificações Profissionais

Nesse tópico, recomendo buscar alguns cursos gratuitos ou pagos que vão incrementar o seu CV.

Mas cuidado com o tempo e dinheiro investido/gasto nessa etapa.

Atenção também a direção que deseja dar a sua carreira: esses cursos precisam estar alinhados aos seu propósito profissional.

Abaixo deixo uma lista não-exaustiva de cursos que podem aumentar a chance de ter sua vaga de emprego no exterior.

  1. USP, FGV e ESPM oferecem mais de 60 Cursos Online Grátis
  2. Conhece os Cursos Online do Coursera?
  3. Harvard oferece 20 Cursos Online com Ceritificados
  4. 9 Cursos Online do Coursera que Fizeram Sucesso em 2015
  5. Ampliando as Opções de Cursos Online
  6. Depoimento de um Estudante Online

Montar um CV Responsivo

Essa é a parte que você vai se vender para o recrutador para que seja selecionado para a vaga.

Confira a seguir quatro táticas que, segundo os especialistas, podem alavancar sua busca pelo próximo emprego:

1) Pense como um mecanismo de busca

As chances são de que a primeira leitura do seu currículo seja feita por uma máquina, não um ser humano.

Quando você se candidata, o documento que você fez o upload vai parar num aplicativo que o estoca junto com outras centenas (senão milhares) de outros arquivos.

A partir desse banco de dados os recrutadores então pesquisam, como no Google, qual o talento que precisam.

Portanto, pare de escrever currículos como um currículo, e passe a redigi-lo para um mecanismo de busca.

Use as palavras certas.

De qualquer forma, crie uma seção de competências no topo do seu currículo com suas habilidades principais.

Assim, seja uma máquina ou seu futuro chefe fazendo a avaliação, você aumenta as chances de ser visto como um bom encaixe para a vaga.

2) Facilite o trabalho do recrutador

Seu currículo inclui o básico?

É fácil saber onde você estudou, as instituições e conquistas acadêmicas, o que quer fazer e onde quer trabalhar?

É preciso lembrar constantemente que o papel do empregador não é adivinhar se você está interessado.

Ao colocar o seu objetivo no currículo você precisa ser específico e não embotado.

Se a sua meta for algo parecido com “Ajudar as melhores empresas a equilibrar seus balanços”, observe que isso não informa muita coisa perto de “uma vaga em Administração no ABC”.

Isso facilita a vida do recrutador, que verá se a vaga de trabalho disponível está alinhada a sua expectativa, se você não está arbitrariamente mandando e-mails para todas as vagas que vê pela frente, e que você consideraria de verdade uma oferta por parte da empresa.

3) Escreva uma e-carta de apresentação

Apesar das chances de um ser humano ler a sua carta de apresentação serem mínimas, inclua uma sempre que possível.

Não tem ideia o que pode funcionar?

Bem, essas cartas na realidade são e-mails onde você precisa de uma linha de abertura pessoal como “meu colega Fulano insistiu que eu mandasse pra você”, ou “estou me candidatando a outras vagas, mas essa aqui é uma das que eu quero”, ou ainda “sempre quis trabalhar para a XYZ”.

O resto da carta deve consistir de um parágrafo que venda o seu valor, conquistas, reconhecimentos e experiência, um parágrafo que tem a missão de dar exemplos do que você alcançou e como.

Ela também precisa ser específica, pois fará a ligação do seu currículo com a vaga para qual você está se candidatando.

4) Aprenda a usar a ferramenta

No fim do dia, um currículo não é a sua história de vida e nem precisa provar que você vale a pena para o mundo.

Na verdade, é uma ferramenta de marketing, que serve para chamar a atenção de alguém de uma forma digna de confiança, única; algo capaz de demonstrar que você fez alguma coisa além de ir para uma sala de aula e passar em meia dúzia de testes.

5) Outros posts

Não deixe de conferir os posts abaixo:

  1. Como Fazer um Currículo Perfeito e + 14 Dicas Exclusivas
  2. 13 Dicas para Melhorar seu Perfil no Linkedin
  3. Empenhado em Conseguir sua Vaga de Emprego no Exterior?

Busca de Vagas de Emprego no Exterior com o seu Perfil

Esse último tópico, não menos importante do que os outros, é onde todo mundo quer que seja o 1º tópico.

Na verdade, tenho visto que as pessoas não querem passar pelos tópicos anteriores.

Ou em qualquer outra etapa da vida, muitas vezes esquecemos que precisamos seguir um processo na busca de certa evolução:

  1. Você não tem como morrer antes de nascer;
  2. Você não pode comprar um carro sem antes ter o dinheiro;
  3. Você não tem como se formar na faculdade sem ao menos não tiver feito sua matrícula inicial;
  4. Ou você não tem como fazer o bebê nascer com 2 meses.

Exemplos com certeza não faltam, mas a maioria de nós só queremos saber de:

  1. Mandar o CV do jeito que está para aquela vaga;
  2. Ou para o “amigo” encaminhar lá na empresa que ele trabalha.

E detalhe que o nível de desespero as vezes é tão grande que a vaga nem tem o nosso perfil.

E quem nunca enviou um CV nesse sistema (empresa ou amigo) e já começou a ficar se imaginando vivendo naquela profissão?

Então, a gente volta no loop para a parte psicológica, no qual aplicar para qualquer vaga gera um indice maior de reprovação e expectativa de estar aplicando para uma vaga e ser chamado.

Porém, com a certeza que você seguirá os 3 tópicos anteriores desde o início e estando no seu melhor e ótimo para aplicar para as vagas, resta sabermos onde realmente procurar.

Adiantando como foram os meus 2 casos aqui na Europa, em ambos eu vi pelo site das empresas e apliquei meu CV.

Buscando as Vagas de Emprego no Exterior

Mas esteja avisado a partir de agora que esse não é o único e necessário caminho para conseguir sua vaga de emprego no exterior, onde você pode focar nos tópicos abaixo:

  1. Procure vagas com o nome da sua posição no Linkedin (em inglês) e aplique para essas vagas. Ex: Project Manager, Mechanical Engineer, Nurse, Business Development Manager, iOS Developer, etc.
  2. Lembrando do que foi dito anteriormente sobre a expectativa criada na aplicação para essas vagas: não recomendo sair aplicando para várias vagas com perfis diferentes da sua posição.
  3. Procure vagas de modo semelhante citado acima em sites de busca como, mas não limitados a Glassdoor, Indeed, Infojobs, SimplyHired, Monster, etc. Tente saber se existem sites de busca mais focados aos países que você deseja trabalhar.
  4. Adicione recrutadores de empresas “3rd party” (empresas que têm a função de te colocar dentro das empresas que você deseja) no Linkedin: Robert Half é uma dessas empresas no Brasil.

Então, apresente-se a esse recrutador por mensagem do Linkedin. O objetivo é detalhar um pouco a sua experiência e explicando que tipo de vaga deseja encontrar no exterior.

Não sei o quão difundido está esse tipo de serviço no Brasil hoje, mas tenha em mente que esse recrutador de agência realmente quer te ajudar a conseguir a vaga.

Mesmo que possa ter uma “entrevista” por telefone, a ideia é montar um dossiê seu, talvez com informações que não estejam no seu CV, para que ele possa “vender seu peixe” para a empresa desejada.

Se ele conseguir que você seja contratado para a vaga aplicada/desejada, essa empresa que paga a “Robert Half” aqui desse exemplo.

Outra dica

Outra ideia é aplicar para vagas no site da empresa que deseja ou que esteja disponibilizando a vaga.

Pode ser que você precise cadastrar seu CV no site da empresa ou ela tenha uma página interna dedicado a “Careers” (ou outro nome parecido, como “Working with us”, “Recruitment”, “Apply for Jobs”, “Search Jobs”, e etc..).

Tente monitorar a página de vagas internas a cada 10 dias ou algum outro intervalo que você considere. Mas cuidado para não ficar viciado e desesperado a olhar de 3 em 3 horas.

Como última dica, noto que indicação de amigos (“Quem indica”) é bem mais difícil do que no Brasil.

A não ser um caso extremamente específico que você pode conseguir uma indicação. Pode ser que sua profissão realmente não tenha muitas pessoas qualificadas no exterior. E mesmo assim você precisa ser um profissional muito bem qualificado.


Para saber mais sobre como conseguir sua vaga de emprego no exterior, que tal visitar os seguintes posts?

  1. Como Fazer um Currículo Perfeito e + 14 Dicas Exclusivas
  2. A Gratidão Transforma: uma Nova Vida em 33 dias
  3. 11 Passos para Melhorar a Relação Pais e Filhos + 9 Bônus Gratuitos
  4. Seguindo os 6 Passos da Meditação
  5. Você Conhece o Poder do Foco?
  6. 13 Dicas para Melhorar seu Perfil no Linkedin (a Dica 5 é Fundamental)
  7. Empenhado em Conseguir sua Vaga de Emprego no Exterior?
  8. 7 Motivos para Você Acordar Cedo as 5h da manhã
  9. Uma Simples Ação para Otimizar a Produtividade do seu dia
  10. Desculpas, Histórias e Justificativas x Vagas de Emprego no Exterior
  11. O seu Por Que em Trabalhar no Exterior com 1 Exercício
  12. Já Ouviu Falar da Dieta de Informação? Aplique-a para Encontrar seu Trabalho no Exterior

 

Até o próximo post

Paulo Roberto

error: Conteúdo protegido!